como vender em marketplace

Como vender em marketplace infantil: entenda como funciona e aprenda o passo a passo

Tudo sobre como vender em marketplace e ganhar mais dinheiro no setor infantil

Vender em marketplace pode ser uma excelente estratégia para o seu negócio do setor infantil, principalmente se ele for pequeno. Isso porque você consegue otimizar recursos, alcançar mais clientes, acompanhar dados de vendas e fazer integração com outras ferramentas, como CRMs e softwares de preços. 

A comprovação desses benefícios são os números. De acordo com uma pesquisa realizada pela Ebit | Nielsen, o setor bateu um crescimento de R$ 30 bilhões de faturamento com a pandemia durante os seis primeiros meses de 2020 por lojas que atuam em marketplaces. Isso significa um aumento de 56% comparado ao mesmo período de 2019. 

Outro dado interessante: 95% dos consumidores brasileiros compram online por meio de marketplaces, segundo um estudo da PwC. No mundo, o número chega aos 96%. Ou seja, as plataformas são extremamente relevantes no universo digital e não podem ser ignoradas. 

No universo infantil, o crescimento e popularização dos marketplaces não é diferente. Afinal, estes canais permitem que você ofereça uma variedade incrível de produtos para bebês, aumentando a exposição da marca e engajando o cliente e as vendas. 

A RiHappy, por exemplo, permite que lojistas vendam em seu e-commerce que, hoje, gera cerca de 5% da receita. Para isso, a rede está investindo em marketplaces integrados. Na plataforma, é possível vender desde brinquedos até fantasias e itens de papelaria, por exemplo. 

Isso mostra que a estratégia de venda em marketplaces no mercado digital já é consolidada. Entretanto, quem ainda não está familiarizado com o assunto, pode ter dúvidas a respeito da venda de brinquedos em marketplaces: por onde começar? O que fazer para dar certo? E assim vai…

Pensando nisso, elaboramos esse conteúdo completo que ensina como vender em marketplace e ganhar dinheiro no setor infantil. Continue a leitura para saber mais!

O que é marketplace?

É um modelo de negócio que funciona como um grande shopping center virtual, onde diversas lojas podem vender seus produtos e serviços. De um lado, o e-commerce principal oferece toda a plataforma de vendas e influência para o empreendedor. Do outro, o lojista pode utilizar a estrutura já pronta para atrair diversos tipos de públicos para o seu negócio. 

Diversas empresas mundialmente conhecidas oferecem o formato de marketplace para empreendimentos de todos os portes: Americanas, Shoptime, OLX, Submarino, Mercado Livre, Walmart, Amazon e muito mais.

Por que tão popular? Saiba as vantagens de vender em marketplaces

Colocar lojas infantis em marketplaces pode ser um excelente caminho para atingir resultados maiores. Isso porque você tem a chance de mostrar seu produto para uma quantidade enorme de pessoas, isso sem falar na diversificação dos públicos. 

E os benefícios não param por aí. Confira mais oportunidades que a venda de produtos em marketplaces oferece:

  • Integração com outras ferramentas, como CRM e softwares de análises;
  • Chances de ganhar força no SEO para o seu site próprio;
  • Menos investimento em publicidade;
  • Maior retenção de clientes;
  • Facilidade para começar a vender. 

Passo a Passo: como vender em marketplace

Passo 1: Defina os parceiros ideais

Logo após você escolher os produtos infantis que irá vender nos marketplaces, é hora de escolher os parceiros para o negócio. E o que não faltam são opções. 

Como citamos, a Ri Happy é um marketplace infantil que vende uma série de coisas, como produtos para bebês, fantasias, brinquedos, livros e muito mais. Além disso, existem outros players famosos e com grande presença no mercado infantil que você pode trabalhar, como Magalu, Mercado Livre e Amazon. 

Você pode fechar parceria com mais de um marketplace. Mas é importante pesquisar a reputação das lojas e conferir se realmente aquele parceiro combina com seus objetivos, além dos benefícios e integrações que ele oferece. 

Passo 2: Reúna toda a documentação

Não existem regras e condições padrões, depende da plataforma escolhida. Contudo, alguns marketplaces podem exigir alguns documentos para a efetivação da parceria. Confira uma lista dos principais:

  • Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral perante a Receita Federal (CNPJ);
  • Comprovante de Inscrição Estadual;
  • Declaração do regime de tributação;
  • Consulta Pública ao Cadastro do Estado (SINTEGRA – ICMS);
  • Alvará de funcionamento do estabelecimento (localidade) que irá disponibilizar produtos;
  • Certidão Negativa de Débitos Tributários – Tributos Federais e Dívida Ativa da União;
  • Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas – CNDT;
  • Certidão Negativa de Débitos Previdenciários;
  • Certidão Negativa de Falência e Concordata – Estado(matriz e filiais);
  • Certidão dos Distribuidores Cíveis do Estado sede;
  • Certidões dos Distribuidores Criminais do Estado sede (em face dos representantes legais e referentes ao CNPJ do Fornecedor);
  • Certidão de distribuição de ações e execuções cíveis e criminais da Justiça Federal;
  • Contrato/ Estatuto Social atualizado (constituição e última alteração) + Certidão simplificada do SINREM (obtida na Junta Comercial do estado sede).

Passo 3: Faça o seu cadastro

Após selecionar o portfólio, o parceiro e os documentos, chegou o momento de realizar o cadastro no site do marketplace. Em muitos casos, é possível encontrar o formulário de cadastro no próprio e-commerce. 

Algumas lojas podem aprovar a sua entrada na hora. Já outras, fazem um processo de avaliação minucioso. Por isso, mantenha as redes sociais e informações públicas da sua loja infantil sempre atualizadas. 

Passo 4: Cadastre os seus produtos e inicie a operação

Após entrar no marketplace é hora de colocar a mão na massa. Neste momento, você deve enviar os dados dos seus produtos para começar a vender nos marketplaces. 

Toda a operação pode acontecer da seguinte forma:

  • Você envia os dados do produto infantil ao marketplace;
  • O parceiro divulga organicamente os produtos para os visitantes;
  • Os consumidores fazem a compra diretamente no marketplace;
  • O e-commerce envia os dados dos pedidos aprovados;
  • Você fica responsável pela entrega (se o parceiro não tiver integração logística);
  • Por fim, o marketplace repassa o valor referente às vendas do mês recolhendo a comissão de vendas.

Passo 5: Não se esqueça do pós venda

O pós venda é essencial para fidelizar e prosperar a relação com os clientes. Apesar dos marketplaces ajudarem bastante nas vendas, em muitos casos, o atendimento de um produto com defeito só pode ser feito diretamente com o lojista. 

Então, não se esqueça de estar sempre atento com as avaliações nas páginas de produtos, e-mail, chats online e todos os canais de interação com o consumidor. Isso vai mostrar uma preocupação que com certeza impactará positivamente seus resultados. 

Agora que você já sabe como vender em marketplace, não deixe de incluir os brinquedos educativos da Angie em seu catálogo de produtos. Temos opções incríveis para se destacar frente à concorrência. Além disso, você pode cobrar ótimos preços e garantir um bom giro de estoque. 

Conte com a gente para fazer seu empreendimento infantil prosperar. Clique no link para entrar em contato conosco. 

Comentários

Facebook
LinkedIn
WhatsApp