público infantil

Saiba como encantar o público infantil com 7 dicas

Quais devem ser as principais estratégias para atrair o público infantil e aumentar as vendas?

O mercado infantil é um segmento que não para de crescer. Só nos últimos seis anos, o volume de vendas anual de produtos para esse público cresceu 45,6% somente no Brasil, tendo um faturamento de mais de R$3 bilhões, segundo dados da Euromonitor. 

Com o crescimento do nicho, os empreendedores começaram a enxergar a indústria infantil como um grande potencial de investimento. Afinal, brinquedos educativos, roupas e jogos para as crianças estão mais em alta do que nunca. 

Entretanto, antes de começar a vender estes produtos, é importante saber encantar o público infantil. Por exemplo: você sabe como abordar melhor esse público-alvo? E como agir para conquistar e manter o consumidor infantil?

Certas perguntas precisam ser respondidas quando estamos trabalhando com crianças. Apesar de serem os pais que têm o poder de barganha, as crianças têm um papel importantíssimo no processo de decisão de compra e precisam ser consideradas. 

Neste sentido, nós trouxemos sete dicas de como encantar o público infantil. Aqui, você vai saber quais são as principais estratégias para atrair as crianças como consumidoras e o que não ignorar na sua comunicação tanto em lojas físicas quanto digitais para melhorar e impulsionar as vendas. Continue a leitura para saber mais:

#1 – Temas de decoração

É possível concordar que uma loja que lembra um castelo encantado, por exemplo, atrai muito mais as crianças para o seu interior, certo? Estamos falando isso para lembrá-lo que a sua loja infantil precisa despertar algo no público infantil. E isso envolve toda a parte de decoração e layout do estabelecimento.  

Por isso, aposte em temas e propostas que encantem os pequenos e transporte-os para lugares que eles veem nos filmes, desenhos e até na própria imaginação. Vale cuidar desde as cores até a disposição dos produtos nas gôndolas. 

Para quem está no mundo digital, aposte em um site de layout simples, de fácil navegação e com elementos que captem a atenção das crianças, como cores vibrantes e banners interativos.

Já para as lojas físicas, existem empresas especializadas em arquitetura comercial para ajudá-lo a tirar as ideias do papel.

#2 – Vitrines bem montadas

O público infantil é atraído por cores, formas e tudo aquilo que faz parte do universo lúdico. Então, por que não colocar esses elementos na sua vitrine? Esse espaço é o primeiro canal de contato que o cliente tem com a loja, podendo gerar um impulso para o desejo de compra. 

Pensando nisso, elabore sempre vitrines atraentes e destaque produtos que deseja vender ou novidades do seu catálogo. Também vale reforçar a identidade da sua marca sempre que possível, mas sem trocar os elementos a todo instante.

Um ponto importante é expor os produtos na altura das crianças para que elas efetivamente “enxerguem” o que a loja tem de interessante. Além disso, vale fazer o uso de escalas na montagem da sua vitrine para que os pequenos vejam tudo maior e mais atraente. 

Lembre-se de que organização é tudo e o excesso pode confundir o seu cliente! 

#3 – Produtos diferentes

Um erro comum de empreendedores que querem conquistar o público infantil é basear-se na própria infância na hora de escolher os produtos que vão fazer parte do catálogo da loja. Hoje, as crianças são bem diferentes de algumas décadas atrás e estão em constante mudança. 

Pensando nisso, é possível dizer que o público infantil está em busca de acessórios, roupas e brinquedos diferentes. Não basta vender apenas mais do mesmo é necessário de fato buscar diferenciais que captem a atenção dos baixinhos. 

Um exemplo são os brinquedos educativos, que muitas pessoas acham que estão em desuso devido ao consumo de internet e aplicativos de streaming. Muito pelo contrário! Esses brinquedos estão ganhando cada vez mais força por trazer um tipo de entretenimento diferente para as crianças. 

Então, considere esses aspectos na hora de montar o catálogo da sua loja infantil física ou digital. 

#4 – Símbolos e personagens

A memorização de uma criança com as marcas é mais gráfica do que verbal. Por esse motivo, eles fazem a associação de uma marca ou produto ao nome de personagens e símbolos, atribuindo personalidade àquilo que os representam. 

Os personagens são, na maioria das vezes, o que atraem as crianças para o consumo e preferência por determinado brinquedo. Por esse motivo, as lojas infantis precisam avaliar o personagem levando em conta como será sua imagem perante o público infantil, pois isso pode ser mais facilmente reconhecido pelas crianças. 

Vale lembrar que os símbolos e personagens devem contar uma história ou passar valores simbólicos para o consumidor. Faça isso de maneira estratégica com pesquisas, comunicação e muita criatividade. 

#5 – Datas comemorativas

Datas comemorativas podem ser excelentes oportunidades para conquistar a atenção do público infantil. Então, que tal se planejar e pensar em algo especial para o Dia das Crianças, Natal, Páscoa e muito mais?

Você pode aproveitar esses períodos para mudar a decoração da sua loja, fazer espaços temáticos, distribuir brindes e até criar cupons de desconto. Tudo depende dos seus objetivos e de como pretende direcionar as vendas. 

Eventos também são boas ideias para atrair a atenção do público infantil durante as datas comemorativas. Se for fazer presencialmente, fique atento quanto ao número de pessoas, uso de máscara e álcool em gel, devido à pandemia. Caso não seja possível, considere fazer um evento online. 

#6 – Conteúdos em canais de comunicação

Essa dica é mais voltada para quem trabalha com público infantil pela internet. Afinal, produzir e engajar conteúdos digitais é uma das grandes tendências do mercado infantil para ficar sempre de olho. 

Textos em blogs, posts nas redes sociais, vídeos no YouTube e até e-mail marketing são algumas estratégias que ajudam a trazer visibilidade à marca, despertando o interesse do público e impulsionando as vendas.

Na hora de criar conteúdos para as crianças vale seguir alguns fatores que colaboram para uma comunicação de qualidade:

  • Pensar na persona;
  • Fazer conteúdos divertidos e atuais;
  • Criar vídeos e posts curtos, com bastante visual;
  • Investir em música. 

Além disso, o Google recomenda que os criadores de conteúdo se divirtam e sejam criativos, mas sempre seguindo as diretrizes da comunidade para o público infantil, são elas: respeitar a faixa etária, mostrar e filtrar os comentários dos usuários, gerenciar a privacidade e as configurações de incorporação.  

#7 – Criatividade

Poucos estabelecimentos podem brincar tanto com a decoração e oferecer tantas opções lúdicas e divertidas para o seu público. Então, seja criativo na hora de construir sua comunicação e pensar nos seus próximos passos.

Tenha sempre em mente que é necessário proporcionar uma experiência envolvente para os pequenos e criar uma lembrança positiva. Com isso, ele vai sentir mais interesse naquilo que sua loja tem a oferecer. 

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado a entender melhor como conquistar o público infantil. Uma outra dica para o seu negócio é acrescentar no catálogo de produtos os brinquedos educativos da Angie Care eles ampliam o faturamento e ajudam a diversificar o seu nicho de atuação, atingindo os pais que procuram opções diferentes de brinquedos para os filhos. No site você confere tudo sobre isso.

Não deixe de comentar o que você achou deste artigo!

Comentários

Facebook
LinkedIn
WhatsApp